Bom, pessoal, o motivo desse post é que na última semana eu lancei meu batom, em parceria com a Farmaervas, de cor cinza matte, inovando o mercado de beleza nacional sendo o primeiro neste tom no Brasil.

Jabás à parte, em poucos dias criou-se um reboliço entre as blogueiras de make up e amantes do segmento beleza. Houve enxurrada de comentários preconceituosos, misturados também à muitos posts elogiosos, e claro, aos desconfiados da nova tendência no mercado. Até aí tudo muito bom, tudo muito bem, mas realmente alguns comentários pesados, do tipo que nenhuma maquiagem consegue esconder (pois vêm da beleza interior de quem postou), me deixaram muito preocupada com o destino da formação de opinião atual dos “internéticos” de plantão!

Óbvio que cada pessoa tem seu direito de opinar, principalmente sobre algum produto que ousa fugir do padrão normal, e se aventura no universo tendencioso da moda. Cada um tem seu tempo de digerir uma informação nova, disso todo mundo já sabe, porém existe um abismo entre opinar de maneira imparcial e opinar usando de preconceito cristalizado de mesmices e baixa autoestima.

Sim, baixa autoestima pois a pessoa se coloca no centro da opinião generalizada, e se exclui do direito sincero de dizer :

- Em mim, não ficaria bonito esse tom de batom!

Fazer o contrário só demonstra uma tentativa frustrada de superiorizar um ego que não anda muito bem das pernas.

Observem – Se você vir alguém usando uma roupa que te causa estranheza, você certamente não irá parar essa pessoa e chamá-la de horrorosa. Você pode pensar com seus botões : – “Nossa, eu não usaria esse look nem moooorta!” Sim, você pode pensar o que quiser, porém duvido que alguém teria coragem de confrontar outra pessoa na rua pelo estilo, pelo cabelo, pelo sapato, enfim…Pode ser que na próxima estação, você se depare comprando a mesma estampa, o mesmo sapato, o mesmo tom de cabelo, pois saiu na revista da moda que agora pode usar, e você se relembre daquela pessoa que criticou, à qual eu daria o nome de vanguardista, e não horrível! Não me importa que, possivelmente, as pessoas usem do seu querido computador de escudo, que por detrás dele desfiram posts agressivos, de extremo mau gosto, que podem diminuir muita gente que trabalha à finco para trazer novidades pro mercado nacional!

Me preocupa sim, um país de terceiro mundo, receptor universal das mais variadas tendências mundiais, consumidores assíduos de marcas importadas, não aceitem as novidades daqui, como se somente o mercado internacional fosse capaz de abrir suas pequenas mentes porque o produto em si foi aprovado pelas “gringas” famosas.

Pois eu só tenho uma coisa a dizer, eu gosto do diferente. Eu gosto do que foge do previsto. E meu batom não poderia deixar de me representar no quesito diversidade. Não me enfraqueço com a fraqueza alheia, que julga e cria preconceito em cima de uma simples cor de batom, Brasil! O importante é se sentir bonita, seja lá como for, até mesmo de cara lavada.

Encerro esse post pois estou toda descabelada e cheia de remela nos olhos, mas estou linda, por dentro! Isso que importa. E que me atinjam as novidades em cheio, pois sem elas eu não vivo na monotonia dos que se intitulam “normais”!

Compre o meu #BatomBrunaTang no TractaShop.

10993449_923480807696754_2520484156674259073_n